terça-feira, 27 de setembro de 2016

OPORTUNIDADE - Passa-se consórcio

Imagem meramente ilustrativa

Carta de crédito total: 72 parcelas
Parcelas pagas: 35 
Valor pago R$ 14.300,00
Parcelas à pagar: 37
Valor da parcela: R$ 530,00

Consórcio de um Fiat Palio
Consorcio realizado no Banco Bradesco


Pense bem para não se arrepender depois......

                                                      Sergio Ronco
Amigos, as eleições estão chegando e recebemos uma verdadeira enxurrada de informações de todos os lados. Temos que saber lidar com elas, avaliarmos  e antes de tudo "checarmos" a veracidade dos fatos para não "cavalgarmos" em mentiras, suposições, calúnias etc. Em muitos casos, não é difícil separarmos o que é verdadeiro do falso. Muitas vezes eliminamos as mentiras apenas com o bom senso. Outras vezes necessitamos mesmo de uma investigação mais apurada para que tenhamos certeza do que foi dito, publicado e ventilado,  é mesmo verídico.

Nesta época surge de tudo e de todos, motivo pelo qual temos que ter cautela, inteligência,  e bom senso para não cairmos em pegadinhas, mesmo porque depois do dia 2 de outubro, quem caiu na suposta pegadinha, acabou fazendo um juízo errado e consequentemente poderá ter votado errado também.

Cada grupo defende o seu candidato e não poderia ser diferente. Falam do que já fizeram, do que irão fazer etc...etc...Muitos prometem o que jamais poderão realizar e dessa forma, se eleito, já começa muito mal.

Nestes últimos dias que antecedem as eleições, muito provavelmente veremos ataques de todos os lados, infelizmente é  assim que temos nos acostumados a esse período pré eleitoral. Quem sabe um dia chegaremos a um tipo de campanha onde os candidatos possam apenas e tão somente discutir propostas e projetos e não ataques pessoais, ofensas e baixarias.

Agora TODOS querem o seu voto! CUIDADO mais uma vez. Analise quem serão os merecedores do seu voto. O voto é a maior arma do cidadão, não desperdice a chance de ser governado por pessoas íntegras e honestas. O Prefeito e os Vereadores são os nossos empregados, nós que pagamos os seus salários. Quando você contrata alguém para ser seu empregado você sempre procura o melhor, o mais eficiente, o honesto, o trabalhador, o ético, o respeitador etc...então, porque não escolher os funcionários públicos da mesma forma???
O momento maior da Democracia está chegando, depois disso, somente após 4 anos.  A Hora é da Verdade, não cabe mentiras...  Bom Voto!!!

Faltam 6 dias: celular e máquina fotográfica são proibidos na cabina de votação

A cabina de votação é o local reservado da seção eleitoral em que o eleitor pode expressar, com total sigilo e inviolabilidade, seu voto na urna eletrônica. Assim, quando se dirigir à cabina de votação, o eleitor deve tomar cuidado para respeitar as proibições contidas na legislação eleitoral para que tudo corra dentro da normalidade no instante do voto.

Com o objetivo de assegurar o sigilo da votação, não é permitido ao eleitor, na cabina, o uso de celular (inclusive para tirar “selfie” do momento do voto). Também são proibidos máquinas fotográficas, filmadoras, equipamentos de radiocomunicação ou qualquer instrumento que possa comprometer esse sigilo. Cabe à mesa receptora reter esses objetos enquanto o eleitor estiver votando.

O ministro do Tribunal Superior Eleitoral (TSE) Admar Gonzaga ressalta que “quando o eleitor se dirige ao local de votação, é necessário ter em mente que está ali para o exercício de um direito de alta relevância na sua condição de cidadão”. “É um momento solene, em que ele exerce o seu direito de se expressar democraticamente para escolher, dentre os candidatos que concorrem, aqueles que entenda serem os mais aptos para exercer os cargos em disputa: cargos que determinam o exercício, pelo prazo de quatro anos, do mandato de prefeito e vereador, por exemplo, que cuidam das competências executivas e legislativas, respectivamente, no plano municipal”, acrescenta.

Sobre o sigilo do voto, o ministro salienta que “tão importante é esse direito que o cidadão deve exercê-lo com absoluta liberdade, ou seja, é dever da Justiça Eleitoral zelar para que o eleitor vote sem qualquer assédio, intervenção ou constrangimento”. “Mais que isso, a garantia do sigilo do voto se projeta como benefício para a sociedade, haja vista que a percepção de liberdade, para se manter íntegra, não pode ser abalada por episódios que se convertam em desconfiança contra o processo democrático. Com efeito, atuar contra a liberdade do voto, em qualquer hipótese, tem repercussão contra os interesses da sociedade e do país como nação. Isso porque o direito ao voto livre e consciente é um direito de igual valor para todos os cidadãos que estejam no pleno gozo de seus direitos políticos”, afirma o ministro.

Admar Gonzaga alerta que atentar contra a liberdade do voto é crime, conforme previsto no artigo 312 do Código Eleitoral (Lei nº 4.737/1965). “Portanto, caso o eleitor se apresente ao local de votação portando algum tipo de equipamento (máquina fotográfica, filmadora, celular, tablet etc.) capaz de registrar o próprio voto, deverá ser advertido a não utilizá-lo pelos mesários a serviço da Justiça Eleitoral”, observa.

“No caso de desobediência ou que a utilização desse tipo de equipamento seja apenas percebida após o exercício do voto, o fato deverá ser registrado em ata, pelo presidente da Mesa Receptora, para fins de apuração da hipótese de crime ou outra espécie de ilícito, dentre os quais a corrupção eleitoral, que, além de igualmente constituir crime, pode determinar a cassação do mandato do eleito, caso se apure a participação direta ou indireta do eleito no ilícito”, destaca o ministro.

Lembrete
No momento de votar, o eleitor pode levar para a cabina uma “cola”, um lembrete, ou seja, um papel com os números de seus candidatos para que possa marcar na urna eletrônica. Imprima aqui a sua.

Manifestação silenciosa
No dia da votação, é permitida apenas a manifestação individual e silenciosa da preferência do eleitor por partido político, coligação ou candidato, revelada exclusivamente pelo uso de bandeiras, broches, dísticos e adesivos.
EM/LC

segunda-feira, 26 de setembro de 2016

Ex-ministro Antonio Palocci é preso em nova fase da Operação Lava Jato

O ex-ministro Antonio Palocci foi preso durante a 35ª da Operação Lava Jato. A PF (Polícia Federal) confirmou a realização de uma nova fase da Operação Lava Jato nesta segunda-feira (26). O nome desta nova etapa é "Omertà".
Palocci é alvo porque teria pedido, através do doleiro Alberto Youssef, R$ 2 milhões da cota de propinas do PP para a campanha presidencial da presidente Dilma Rousseff em 2010. A denúncia foi feita pelo também delator, o ex-diretor de Abastecimento da Petrobras, Paulo Roberto Costa.
O político foi ministro da Fazenda do governo Lula e da Casa Civil do governo Dilma. 
Há indícios de que Palocci teria atuado como intermediário entre grupo político ligado à empreiteira Odebrecht, de acordo com a PF. O ex-ministro teria propiciado vantagens econômicas ao grupo empresarial nas mais diversas áreas de contratação com o Poder Público, "tendo sido ele próprio e personagens de seu grupo político beneficiados com vultosos valores ilícitos", segundo a PF.


Dentre as negociações identificadas, diz a PF, "foi possível delinear as tratativas entre o Grupo Odebrecht e o ex-ministro para a tentativa de aprovação do projeto de lei de conversão da MP 460/2009 (que resultaria em imensos benefícios fiscais), aumento da linha de crédito junto ao BNDES para país africano --com a qual a empresa tinha relações comerciais--, além de interferência no procedimento licitatório da Petrobras para aquisição de 21 navios sonda para exploração da camada pré sal".
Outro núcleo da investigação apura pagamentos efetuados pelo chamado "setor de operações estruturadas" do Grupo Odebrecht para diversos beneficiários. Eles são alvo de medidas de busca e condução coercitiva. "São apuradas as práticas, dentre outros crimes, de corrupção, associação criminosa e lavagem de dinheiro", informa a PF.
São cumpridos 45 mandados judiciais nos Estados de São Paulo, Rio de Janeiro, Bahia, Mato Grosso, Mato Grosso do Sul, Espírito Santo e no Distrito Federal. São 27 de busca e apreensão, três de prisão temporária, e 15 de condução coercitiva.(UOL)

sábado, 24 de setembro de 2016

sexta-feira, 23 de setembro de 2016

Apreensão de uma pedra bruta de crack e mais 496 pequenas

Recentemente, virou notícia o fato de o número de apreensões de crack ter aumentado 206% na região de Jundiaí, em São Paulo, nos sete primeiros meses de 2016, em comparação com o mesmo período do ano anterior, segundo a Delegacia Seccional local. No fim de agosto, um grupo de quatro pessoas foi preso em flagrante na cidade de Jaú, também em São Paulo, com 496 pedras de crack e até uma pedra bruta da droga, em um terminal rodoviário da cidade. Esses são apenas dois exemplos, de tantos que temos atualmente, que demonstram o alcance da enorme rede de distribuição de substâncias psicoativas existente no Brasil. Diversos fatores contribuem para isso, entre eles o fato de sermos vizinhos de países produtores de cocaína, além do baixo preço do crack traficado em terras brasileiras.

Faltam 9 dias: só Justiça Eleitoral pode fornecer transporte gratuito a eleitor no dia da votação(TSE)

Partidos políticos e candidatos são proibidos de fornecer transporte ou refeição a eleitores no dia da eleição, seja na cidade ou na zona rural. Porém, os eleitores residentes no campo podem ter o apoio logístico da Justiça Eleitoral para que possam votar. A Lei nº 6.091/1974 dispõe sobre o fornecimento gratuito de transporte e alimentação em dias de eleição a esses eleitores. A lei foi regulamentada pelo Tribunal Superior Eleitoral (TSE), por meio da Resolução nº 9.641 daquele mesmo ano.

A resolução faculta, no entanto, aos partidos fiscalizar o transporte de eleitores e os locais onde houver fornecimento de refeições. Fixa ainda que, se os veículos e embarcações do serviço público não forem suficientes, o juiz eleitoral poderá requisitar a particulares – de preferência daqueles que tenham carros de aluguel na região – a prestação dos serviços de transporte indispensáveis para suprir as carências verificadas.

O texto estabelece que o juiz eleitoral deverá divulgar, 15 dias antes da eleição, o quadro geral de percursos e horários programados para o transporte dos eleitores na zona rural. O quadro de horário e itinerário deverá ser fixado na sede do cartório eleitoral e divulgado pelos meios disponíveis. Esta sexta-feira (23) é o último dia para o juízo eleitoral decidir as reclamações contra o quadro geral de percursos e horários para o transporte de eleitores, devendo, em seguida, divulgar, pelos meios disponíveis, o quadro definitivo.

A resolução afirma que o transporte de eleitores somente será feito dentro dos limites territoriais do respectivo município, e quando as zonas rurais forem distantes pelo menos dois quilômetros das mesas receptoras de votos. Todos os veículos e embarcações requisitados deverão circular exibindo, de modo visível, dístico com a indicação “A serviço da Justiça Eleitoral”. A indisponibilidade ou as deficiências do transporte não eximem o eleitor do dever de votar.

Nenhum veículo ou embarcação poderá fazer transporte de eleitores desde o dia anterior até o posterior à eleição, salvo: se a serviço da Justiça Eleitoral; coletivos de linhas regulares e não fretados; de uso individual do proprietário, para o exercício do próprio voto e dos membros da sua família; e o serviço normal, sem finalidade eleitoral, de veículos de aluguel.

O artigo 302 do Código Eleitoral (Lei nº 4.737/1965) estabelece que é crime eleitoral promover, no dia da eleição, com o fim de impedir, embaraçar ou fraudar o exercício do voto, a concentração de eleitores, sob qualquer forma, inclusive o fornecimento gratuito de alimento e transporte coletivo. A pena para o responsável pelo ilícito é de quatro a seis anos de reclusão e pagamento de 200 a 300 dias-multa.
Alimentação
No caso de alimentação, somente a Justiça Eleitoral poderá, quando imprescindível, em razão da absoluta carência de recursos de eleitores da zona rural, fornecer a eles refeições, correndo as despesas por conta do Fundo Partidário.

Não será fornecida alimentação quando a distância entre a residência do eleitor e o local da votação permitir o seu comparecimento sem necessidade de transporte gratuito, ou quando puder ele votar e ser transportado de regresso em um único período, da manhã ou da tarde.
EM/LC

A Ação dos fakes nas redes sociais e a calúnia política

Fonte: Advogado Julio Cesar de Lima Prates

Usuários da rede mundial de computadores criam contas falsas e até colocam fotos que simulam ser o personagem na vida real.

É importante ter em mente, entretanto, que a criação de um perfil falso pode esconder uma conduta criminosa. O advogado criminalista Arnaldo Escorel explica que apesar de não haver uma legislação específica sobre a criação de perfis falsos nas redes sociais, o autor da falsa identidade virtual, caso seja identificado, pode responder civil e penalmente. A ausência de uma legislação especifica sobre perfis falsos não significa que o autor não seja punido”, afirma.(Net)

Noite dessas em Dourado...

Foto: Ronco

Evento em São Carlos

Iguatemi promove desfile de moda para comemorar o 19° aniversário


Evento trará os principais lançamentos das lojas do shopping no dia 29 de setembro

 No próximo dia 29, o Iguatemi São Carlos completa 19 anos. Para celebrar mais um aniversário em grande estilo, o shopping realizará o Iguatemi Fashion Day, desfile de moda com os principais lançamentos e tendências primavera/verão em vestuários, calçados e acessórios infantis, juvenis e adultos.

Gratuito e aberto a todos, os desfiles acontecerão em dois horários: 19h e 20h, na Praça de Eventos, e contará com as coleções da Mr. Kitsch, Polo Wear, Hering Store, Riachuelo, Lupo, Tip Top, Aleatory, Highstil, M. Officer, Villa Sports e Piticas; os calçados da Crocs, Authentic Feet, Ateliermix, Via Armenia, Anacapri e Mr. Cat; além dos acessórios da Le Postiche, Crislen, Chilli Beans, Morana, Mix Glamour, Balonè e Pandora.

A curadoria de estilo ficará por conta de Amaro Júnior, estilista, que auxiliará os lojistas na composição dos looks. O Iguatemi Fashion Day contará ainda com o apoio dos alunos do curso de moda do Senac São Carlos, que atuarão como staffs e terão a oportunidade de vivenciar a produção de um evento de moda.

Em clima de festa, O Boticário disponibilizará itens de maquiagem para as mulheres que desejarem criar um make e experimentar as novidades da marca. Mas os mimos aos clientes não param por aí: os participantes também receberão massagem com os produtos Avatim, das 18h às 22 horas.

Shopping Iguatemi São Carlos

               O segundo shopping da Iguatemi Empresa de Shopping Centers no interior de São Paulo, o Iguatemi São Carlos se tornou um polo regional completo ao longo de seus 19 anos de história: é local de entretenimento, lazer, diversão, opções gastronômicas diferenciadas, serviços e compras.

               Além de grandes marcas, o shopping conta com mix de serviços, como agência bancária, Posto de Emissão de Passaporte e Atendimento a Estrangeiros da Polícia Federal, lotérica, salão de beleza e gráfica, dando ainda mais facilidades aos clientes. 

               Pioneiro e preparado para promover experiências diferenciadas para seus clientes, o shopping conta com opções de lazer, como cinema e lojas especializadas em diversão para crianças, e desenvolve uma série de atividades culturais e sociais para a cidade.
                

Mais informações estão disponíveis no site www.iguatemisaocarlos.com.br.

Doações de beneficiários do Bolsa Família chegam a quase R$ 16 milhões

Um cruzamento de dados entre o cadastro de beneficiários de programas sociais do Governo Federal e o sistema de prestação de contas do Tribunal Superior Eleitoral (TSE) identificou que R$ 15.970.436,50 foram doados a candidatos e partidos políticos nas eleições deste ano por beneficiários do Bolsa Família.

O valor total de arrecadação declarado à Justiça Eleitoral até o momento é de mais de R$ 1 bilhão e, de acordo com o cruzamento, pelo menos 16 mil beneficiários do programa social aparecem como doadores.
Uma parceria entre o TSE e o Ministério do Desenvolvimento Social e Agrário (MDSA) permitiu o cruzamento desses dados, possibilitando que o TSE investigue indícios de falta de capacidade econômica de doadores inscritos no cadastro e que realizaram doações para campanhas eleitorais.

De acordo com o presidente do TSE, ministro Gilmar Mendes, tudo indica que pode haver fraude: “ou essa pessoa não deveria estar recebendo Bolsa Família ou está ocorrendo o que chamamos de ‘caça CPF’, ou seja, a manipulação de CPF de alguém que está inocente nessa relação, então tudo isso será investigado”.

Segundo o ministro Gilmar Mendes, antes a análise das contas só era feita tempos depois da eleição e, agora, a Justiça Eleitoral está trocando informações com o Ministério Público, a Polícia Federal, o Tribunal de Contas da União (TCU), o Conselho de Controle de Atividades Financeiras (COAF), a Receita Federal, além do Ministerio do Desenvolvimento Social e Agrário, para analisar irregularidades ainda durante a campanha. “Portanto, estamos em condições muito mais confortáveis para fazer o nosso papel e reafirmo que a prestação de contas vai deixar de ser um faz de conta”, enfatizou.(TSE)

quinta-feira, 22 de setembro de 2016

Promotoria Pública de Araraquara informa:


Rápida: Moro revoga prisão de ex-ministro Guido Mantega na Lava Jato

Faltam 10 dias: termina hoje (22) o prazo para o eleitor requerer segunda via do título

Hoje (22) é o último dia do prazo para solicitação da segunda via do título de eleitor nos cartórios eleitorais de todo o país. O documento é emitido na hora e sem custo. Para obter a segunda via neste prazo, é necessário que o eleitor esteja em seu domicílio eleitoral e apresente algum documento oficial de identificação, como carteira de identidade ou de trabalho.


O artigo 52 do Código Eleitoral estabelece que, em caso de perda ou extravio do documento, o novo documento pode ser requerido pessoalmente pelo eleitor até dez dias antes da eleição.

Entretanto, a apresentação do título não é mais obrigatória no momento de votar, bastando utilizar um documento de identidade oficial com foto. Ocorre que o porte do documento agiliza a votação, além disso, o título contém informações que facilitam a vida do eleitor, como o número de sua seção eleitoral.

Esta quinta-feira é também o último dia para o juiz eleitoral comunicar aos chefes das repartições públicas e aos proprietários, arrendatários ou administradores de propriedades particulares que os respectivos locais (ou parte deles) serão utilizados para o funcionamento de seções eleitorais no primeiro turno (e eventual segundo turno).  No local destinado à votação, a mesa receptora fica em recinto separado do público. Ao lado é instalada a cabina indevassável onde os eleitores utilizam a urna eletrônica.(TSE)

Rápida: Ex-Ministro Guido Mantega é preso pela PF, segundo informa o portal G1 e Veja

A Polícia Federal deflagrou na manhã desta quinta-feira a 34ª fase  da Operação Lava-Jato. O ex-ministro da Fazenda foi preso temporariamente. Além de Mantega, outros alvos da ação são executivos das empresas Mendes Júnior e OSX Construção Naval S.A., assim como representantes de empresas por elas utilizadas para o repasse de vantagens indevidas. Também estão sendo cumpridos mandados no Rio de Janeiro, em Minas Gerais, no Rio Grande do Sul, na Bahia e no Distrito Federal.(Veja)

Greve dos bancários entra no 17º dia nesta quinta-feira(22)

A greve dos bancários completou 16 dias ontem, quarta-feira (21) sem qualquer acordo entre trabalhadores e os bancos. A Confederação Nacional dos Trabalhadores do Ramo Financeiro (Contraf-CUT) informou que decidiu pela continuidade da paralisação.
Segundo balanço da entidade, a greve fechou mais da metade das agências do país até o momento. De acordo com dados do comando dos grevistas, 13.398 agências e 40 centros administrativos tiveram as atividades paralisadas. O número representa cerca de 57% dos locais de trabalho.
A classe pede reposição da inflação (9,62%) mais 5% de aumento real, entre outras reivindicações.(G1)

quarta-feira, 21 de setembro de 2016

Saudade Não Tem Idade - O Baile que ficará na memória....

Amigos, o baile Saudade Não Tem Idade está se aproximando, dia 8 de outubro próximo, nas dependências do Santa Eliza Eco Resort. A Banda doce Veneno estará abrilhanto o evento que terá início a partir das 9 horas da noite.

As músicas executadas serão as mais bonitas que o mundo já ouviu. Anos 70/80. Adquira o seu convite, pois temos um número limitado.

Locais de venda:
Ribeirão Bonito - Pizzaria Água Benta - Sorveteria do João e com Sergio Caron
Em Dourado: Casa do Fazendeiro (16) 3345 1872

Data: 8/10/2016 - Sábado
Local: Santa Eliza Eco Resort - Ribeirão Bonito - (16) 3344 1595
Horário: 9 da noite 

Técnicos do TCU encontram indícios de irregularidades em 27,9% das doações após terceira semana de análises


A equipe de técnicos do Tribunal de Contas da União (TCU) que trabalha no cruzamento de dados entre as prestações de contas e outras bases de dados para identificar possíveis irregularidades nas receitas e despesas de campanhas informadas por candidatos que disputam as eleições deste ano concluiu a terceira semana de análise, envolvendo o total de 649.132 registros de doação e 1.145.606 registros de despesas.
De acordo com os últimos dados consolidados divulgados pelo TCU, dos 330.574 registros de doação analisados até agora, foram identificados indícios de irregularidades em 92.276, o que equivale a 27, 9% do total. Já quanto aos registros de despesas com 399.602 fornecedores (empresas ou pessoas físicas), 5.482 demonstram algum indício de irregularidade, o que equivale a 1,4% do total, desde quando os batimentos começaram a ser feitos.
Os cálculos estão sendo executados semanalmente, em ambiente computacional do TCU, por auditores de controle externo especializados em entendimento de conteúdo e linguagem de bases de dados, cujo conhecimento está sendo fundamental para a construção desses cruzamentos.
Os resultados estão sendo transmitidos por um canal seguro ao TSE para envio aos juízes eleitorais nos municípios, que são responsáveis por verificar os indícios e tomar as providências cabíveis, assegurando aos envolvidos o direito ao contraditório e à ampla defesa.
O trabalho inédito é resultado de uma parceria firmada pelo Tribunal Superior Eleitoral (TSE) e diversos órgãos públicos para fiscalizar a prestação de contas dos candidatos e coibir crimes eleitorais no período de campanha. Para preservar a identidade dos investigados, o TSE não divulgará os nomes dos doadores e beneficiários.
VP com informações do TCU/CM