sexta-feira, 21 de setembro de 2018

Juiz da Comarca de Ribeirão Bonito indefere pedido de Liminar proposto pela defesa dos quatro vereadores afastados. Advogados ingressarão com Agravo de Instrumento no TJ

Após a decisão do Juiz Titular da Comarca de Ribeirão Bonito Victor Trevisan Cove, indeferindo o pedido de Liminar em Mandado de Segurança impetrado pelos advogados, Fabio Oliva e Luiz Pestana os quais  assistem os vereadores afastados: Claudia Batista, Ricardo Fattorre, Evandro Carmona e Danilo Inocente, com o objetivo de voltá-los aos seus cargos.  A defesa comunicou ao Blog do Ronco que entrará com Agravo de Instrumento no Tribunal de Justiça de São Paulo no inicio da próxima semana. Foto: Ronco
Reunião de sessão de câmara da última quarta(19)

O Agravo de Instrumento  é o recurso interposto, em regra, contra decisões interlocutórias. Só caberá agravo de instrumento, "quando se tratar de decisão susceptível de causar à parte lesão grave. 

Veja AQUI a decisão do Juiz da Comarca de Ribeirão Bonito

Uma cidade onde o Legislativo é forte o Executivo acompanha. O contrário, onde o Legislativo é fraco, o Executivo “deita e rola”

Quando o Legislativo não cumpre fielmente o seu papel, a casa de leis fica desmoralizada perante a população, que com o seu voto confiou no trabalho dos parlamentares eleitos.
Sergio Ronco 
Vejo que ainda é difícil o vereador entender o seu verdadeiro papel a desempenhar no município.  A população outorga aos vereadores a função de fiscalizar e cobrar ações do prefeito, fiscalizar se os recursos do município estão sendo bem geridos e aplicados como deveriam e também elaborar projetos de leis que vão ao encontro dos anseios de toda a sociedade.

Infelizmente o que se vê na maioria das câmaras é o jogo político que não beneficia em nada, ou quase nada a população. Salvo alguns parlamentares que trabalham para, e pela cidade, a turma que está mais preocupada em defender o chefe do Executivo em suas ações, me parece sempre maior e fora dos objetivos para que foram eleitos.

A população tem uma grande parcela de culpa nesse “jogo” de cartas marcadas, afinal, após colocar o vereador em uma das cadeiras do legislativo, acaba não acompanhando o seu trabalho e não cobrando ações que possam beneficiar a coletividade.

Uma boa parte dos vereadores não têm o mínimo preparo para ocupar o cargo importante de legislador. Não têm interesse em se aprofundar no conhecimento das regras que regem o legislativo. Muitos acham que são donos de um pedaço da câmara municipal e que podem fazer o que bem entendem, afinal uma vez eleitos, acham que podem tudo.  

Quando a população resolve acompanhar os trabalhos do legislativo e cobrar ações transparentes e objetivas uma  parcela dos vereadores acaba tendo enorme dificuldade e sem condições de desempenhar sua função, pois não estavam preparados para enfrentar as cobranças dos cidadãos.

Muitos vereadores acham que o seu papel é comparecer uma vez a cada 15 dias na câmara e pronto, está feito o seu trabalho. Pergunto: quantos se interessam na essência da tarefa que lhe foi outorgada? Quantos se interessam em estudar o Regimento Interno e a Lei Orgânica do município? Quantos fiscalizam de verdade as obras que estão sendo realizadas no município? Quantos acompanham os processos licitatórios, os concursos públicos etc?

A partir do momento em que a população participa e se interessa pelos rumos políticos da cidade, a história muda e a pressão faz com que o trabalho do parlamentar fique exposto mostrando os seus acertos e erros. O legislativo é o freio de ações duvidosas do executivo.

Sempre é bom avaliar cada parlamentar pelo seu trabalho. Preste muita atenção naquele que realmente quer o bem da cidade e trabalha por ela. Procure perceber se o vereador não está ocupando aquele cargo com intenções outras que não pelo verdadeiro desenvolvimento do município. Não é difícil de perceber, é só acompanhar as sessões que isso ficará claro parta todos. E mais, tem dúvida? Pergunte ao vereador o porque agiu daquela forma, questione, cobre....na democracia é assim que funciona, participação.  Se não concorda, então deixe como está para ver como é que fica....

Uma cidade onde o Legislativo é forte o Executivo acompanha. O contrário, onde o Legislativo é fraco, o Executivo “deita e rola”

Nota do Ronco: Isso vale para todas as câmaras. 

Prefeitura de Dourado entrega material esportivo para "Douradinhas Futsal Feminino"

Jogos de uniformes e coletes, além de bolas foram entregues as representantes do time feminino de futsal do município
Douradinhas Futsal Feminino 

As integrantes da equipe de futsal feminino Douradinhas, entram em quadra, a partir de agora, com um novo visual. Elas receberam da Prefeitura de Dourado, por meio do Departamento de Esporte e Lazer, nessa quinta-feira (20), novos uniformes e equipamentos para a prática esportiva. Foram entregues dois modelos de uniformes completos, um na cor azul e outra na cor branca, com camisas, calções e meias, além de jogos de coletes para treinamentos e bolas. A Prefeitura também disponibiliza a quadra para treinamentos e jogos, e o transporte para jogos na região.

A estreia dos novos uniformes acontece nesta próxima sexta-feira (21), no amistoso que as Douradinhas irão disputar contra a equipe de Gavião Peixoto, a partir das 20h, na Quadra de Esportes da Escola Antônio Monteiro Novo, nas Casas Populares, em Dourado.

Atualmente a equipe conta com cerca de 45 atletas, divididas em três categorias, a partir de 6 anos de idade. Ainda há vagas para as interessadas. As inscrições são feitas nos dias de treinamento, que são realizados toda terça, quinta e sexta-feira, a partir das 18h, na Quadra de Esportes da Escola Monteiro, nas Casas Populares.
Foto: Divulgação

Assim amanheceu Ribeirão Bonito....

Trevo de Ribeirão Bonito
SP-215 - Entrada da Fazenda Santa Eliza - Ribeirão Bonito
 Fotos: Ronco

quinta-feira, 20 de setembro de 2018

Presidente da Câmara de Dourado suspende sessão e a pauta fica prejudicada. População presente inconformada com o rito proposto nessa sessão.

Mais uma sessão conturbada e confusa, em Dourado.....
Sessão de Câmara desta quarta(19)

A sessão ordinária da Câmara de Dourado da noite desta quarta(19), mais uma vez foi confusa e acabou sendo interrompida sem que avançasse nos assuntos que estavam pautados, as  duas denúncias que foram protocoladas na câmara. A primeira contra quatro dos nove vereadores feita por um ex-vereador suplente e a segunda denúncia assinada por um cidadão douradense contra o Presidente da Câmara Braz Desajacomo. 

Os advogados que defendem os quatro vereadores afastados: Claudia Batista, Ricardo Fattore, Evandro Carmona e Danilo Inocente, ingressaram na justiça com Mandado de Segurança com pedido de Liminar com o objetivo de conduzí-los novamente aos seus cargos. No início da noite, o juiz da Comarca de Ribeirão Bonito, Victor Trevisan Cove indeferiu o pedido de liminar, que segundo o advogado Luiz Pestana que defende os parlamentares, foi emitido um juízo precário, no sentido de se obter mais provas e documentos e que nesse momento, aos olhos do juiz, não seria prudente deferir o pedido de liminar.
Vereadores: Claudia Batista e Danilo Inocente. Ambos criticaram a atitude presidente Braz

Voltando à sessão, o Presidente da Câmara surpreendeu a todos revogando o afastamento dos quatro vereadores, atitude tomada na última sessão do dia 5 de setembro último. Braz leu aos presentes artigos da constituição e por fim, declarou revogado o afastamento dos parlamentes, numa posição que reconhecia o seu erro no rito desenvolvido na última sessão.

Em seguida foi lida novamente a mesma denúncia protocolada pelo  ex-vereador Sergio Valentim Guanho e suplente atual do vereador Danilo Inocente, um dos afastados e desta vez colocou ao plenário a votação para o recebimento da referida denúncia, o que não fizera na sessão anterior, motivo pelo qual revogou o afastamento feito no dia 5 de setembro último. Ao colocar em votação, os quatro vereadores afastados não reconheceram a condição de votantes, pois a denúncia dizia respeito a eles. Braz insistiu para que votassem, mas os quatro parlamentares se recusaram a votar. Mesmo não votando, Braz disse que havia empate e que iria proferir o seu voto, pois os demais vereadores votaram pelo recebimento da denúncia: São eles: Osvaldo Rogante, Marcelo Alcaide, Ayrton dos Santos Bueno Filho e Silvio Bergamasco.  Nesse momento houve uma reação contrária por parte dos afastados, argumentando que ele, Braz, não poderia votar, pois não havia empate(o presidente da câmara só vota em caso de empate). Braz Desajacomo se sentiu completamente inseguro a ponto de várias vezes se utilizar de um celular para pedir orientação, e que provavelmente falava com a Procuradora da Câmara que não estava presente, pois entrou em férias após a ultima sessão.
No plenário havia ao menos quatro policias militares. As pessoas que acompanhavam a sessão estavam exaltadas e inconformadas com as atitudes tomadas pelo Presidente da Câmara. 

Num determinado momento, após uma nova ligação telefônica, Braz disse aos vereadores afastados que já que eles não iriam votar, que ele Braz, chamaria os suplentes numa próxima sessão para que os suplentes fizessem o papel que os quatro afastados não fizeram, o de votar.

Os quatro vereadores reagiram imediatamente a essa atitude não concordando com a nova decisão. Um pouco mais de discussão e o presidente Braz Desajacomo encerrou a sessão sem que fosse arquivado o processo de afastamento dos quatro parlamentares. Braz saiu da sessão junto dos policiais militares.

Vereadora Claudia Batista
"Totalmente fora de rito, totalmente inconstitucional, totalmente desrespeitosa à casa. Mais uma vez o presidente atropelou o Regimento Interno que tanto ele diz que vai seguir. Ele atropelou totalmente a ordem do dia, ele não poderia ter feito a leitura de uma denúncia que ele já havia feito em sessão anterior, ou seja, ele assume o erro dele, ai ele volta atrás ao erro dele e quer fazer uma denúncia. Num palavriado bem claro para a população entender: Olha eu fiz tudo errado da primeira votação, agora eu quero fazer  certinho. Ele teve as orientações durante 15 dias de advogados de pessoas, aí ele quis seguir o rito. Ele leu a denúncia e colocou a denúncia para votação. Como nós seguimos a orientação jurídica, nós não abstivemos o nosso voto, nós seguimos a orientação de que nós não poderíamos votar naquilo que é contra a gente" disse Claudia Batista , um dos parlamentares afastados.
Dr. Luiz Pestana
"O presidente da câmara começou reconhecendo a ilegalidade jurídica e revogou o afastamento do primeiro ato dele(ocorrido em 5 de setembro último). Quando o presidente abriu ao plenário pára votação, os quatro vereados envolvidos foram e são  impedidos de votar(isso porque são parte integrante da denúncia). É bom frisar que os quatro vereadores não se abstiveram, eles são impedidos de votar. O STF(Supremo Tribunal Federal) entende que não é maioria absoluta, é dois terços. Se ele tivesse 5 votos poderia receber a denúncia, como só teve 4 votos não conseguiu que fosse aceita a denúncia e o correto seria o arquivamento da denúncia, coisa que não fez" disse o advogado Luiz Pestana.

A próxima sessão ordinária será no dia 3 de outubro, enquanto isso a população vai tentando digerir tudo o que foi dito na câmara de Dourado.

quarta-feira, 19 de setembro de 2018

O que são um "Mandado de Segurança" e um pedido de "Liminar"????

O que pode ocorrer no caso dos vereadores afastados pela câmara de Dourado?
Bem, é certo de que os advogados que defendem os vereadores afastados já entraram com Mandado de Segurança(o Mandado de Segurança é uma ação derivada que serve para resguardar Direito líquido e certo, não amparado por Habeas Corpus ou Habeas Data, que seja negado, ou mesmo ameaçado, por autoridade pública no exercício de atribuições do poder público.) 

Junto com o Mandado de Segurança, os advogados pedem ao juiz uma Liminar com  o objetivo de que seus clientes voltem aos seus cargos de imediato(Liminar é uma ordem judicial provisória decorrente do que denomina na Jurisprudência de "Perplexidade da Lei, de o Ser-estar Constitucional". No direito brasileiro, a liminar é considerada gênero de tutela de urgência, da qual são espécies a tutela antecipada e a tutela cautelar.) 

Nesse aspecto, o Juiz pode ou não conceder a LIMINAR, pois esse instrumento nada mais que uma ordem judicial provisória decorrente do que denomina na Jurisprudência de "Perplexidade da Lei, de o Ser-estar Constitucional".

Uma das hipóteses, é do  Magistrado  não conceder a LIMINAR, pois para ele, pode parecer que faltam de argumentos "naquele momento" para que a medida provisória(Liminar) seja concedida. Isso não afasta a possibilidade em outra ocasião, julgando o mérito do caso, o mesmo juiz julgar procedente e sentenciar o retorno dos parlamentares aos seus devidos cargos.

Outra hipótese: o Magistrado poderá conceder a Liminar(decisão provisória) e depois ao julgar o mérito do  caso, sentenciar que os vereadores continuem afastados e que os suplentes devam permanecer nos postos que foram dos afastados.

O Juiz poderá também convocar a outra parte interessada no processo para se manifestar dentro mesmo do pedido de Liminar, pois poderá entender que não se trata de tanta urgência, oferecendo um  prazo para tanto, para a outra parte do processo, nesse caso, a câmara de  vereadores apresentar seus argumentos. Lembrando que os profissionais que ingressaram com Mandato de Segurança também terão que apresentar provas para que a concessão  de Liminar tenha êxito.

O Juiz poderá também, dar vistas ao Ministério Público ou seja, permitir que a promotora avalie o pedido de Liminar e se manifeste.  A concessão de uma Limitar, é provisoria, pois o mérito da questão será julgada adiante. Os elementos de primeiro olhar para o Juiz é que os fará conceder ou não a Liminar. Tem uma outra ferramenta que se chama "Agravo de Instrumento", que é um recurso de decisões interlocutória(isso se couber o agravo, ou então até mesmo um novo Mandado de Segurança).

Salvo qualquer engano, são essas as possibilidades...

Projeto Fotográfico autoral: A beleza do envelhecimento.

Que dias há que na alma me tem posto
Um não sei quê, que nasce não sei onde,
Vem não sei como, e dói não sei porquê.”

(Luís de Camões)

A beleza do envelhecimento.
Esta foto faz parte do acervo do meu projeto fotográfico autoral, sem fins lucrativos, a beleza do envelhecimento. A retratada desta semana é a senhora Ignêz Ricco Lucato.

Natalia de Freitas Guerreiro Ferreira é fisioterapeuta e  estudante de fotografia.

terça-feira, 18 de setembro de 2018

Polêmica do afastamento dos quatro vereadores de Dourado, continua repercutindo na imprensa regional

Faz uma semana da polêmica sessão de câmara que afastou quatro, dos nove vereadores da câmara de Dourado e a notícia continua sendo pauta para a imprensa regional. Desta vez  foi com com a EPTV, afiliada da Rede Globo na região, no Jornal da EPTV primeira edição de hoje, terça(18)Ver AQUI
Sessão de votação do projeto polêmico. O resultado foi 4 a 4 favorável ao projeto

Vamos novamente aos fatos pela visão do Blog do Ronco:
Um cidadão morador de Dourado, ex-vereador(Sergio Valentim Guanho), ingressou no Legislativo com uma denúncia de Improbidade Administrativa contra quatro vereadores: Claudia Batista, Ricardo Fattore, Evandro Carmona e Danilo Inocente. Entre os  motivos alegados no documento, está o prejuízo da ordem de R$ 5 milhões ao erário. Diz também que o projeto apresentado pelos vereadores  é inconstitucional. Veja AQUI a Denúncia do ex-vereador Sergio Guanho.

Na sessão polêmica, o Presidente de votação colocou ao plenário o tal projeto que foi vitorioso, sendo o placar final de 4 votos a 2(favoráveis ao projeto). Ao ler a referida votação, o presidente Braz Desajacomo, mesmo tendo sido 4 a 2 pela aprovação do projeto, rejeitou o projeto justificando que seriam necessários 5 votos favoráveis, ou seja maioria absoluta dos nove integrantes da câmara. Braz se baseou no entendimento da Procuradora da Câmara que segundo ela, o Regimento Interno seria claro na questão. 

Em sessão realizada em 05/09/2108, o Presidente Braz  Desajacomo afastou os quatro vereadores pelo prazo de até 90 dias e autorizou a formação de uma comissão processante(CP) para investigação. Nesse dia, Braz convocou os quatros suplentes para assumirem as cadeiras dos afastados, no dia 19 de setembro(próxima sessão)  incluindo-se o denunciante que é suplente do vereador Danilo Inocente.

Na sessão do dia 5 de setembro, os vereadores  não teriam assinado qualquer documento de seus afastamento. Não houve, nessa sessão,  votação em plenário para saber se os vereadores presentes, acatariam a denúncia ou não.
Advogados: Luiz Pestana e Fabio Oliva

Inconformados com a decisão da câmara, os quatro vereadores constituíram dois advogados para defendê-los: Fabio Oliva e Luiz Pestana. Os defensores dos quatro vereadores ingressaram na justiça com Mandado de Segurança com pedido de Liminar com o objetivo de voltar os parlamentares afastados para os seus devidos cargos. Essa Liminar ainda não foi julgada. Espera-se que até amanhã, quarta(19) antes mesmo da sessão de câmara, o juiz da comarca de Ribeirão Bonito, Victor Trevisan Cove, possa ter julgado o caso. 

Na matéria veiculada pela EPTV, o presidente Braz, reafirma  que na próxima sessão seria formada uma CP - Comissão Processante para investigar o caso. A jornalista da EPTV disse que os suplentes tomarão o lugar dos afastados, amanhã, quarta(19) durante sessão ordinária.

Para a vereadora afastada Claudia Batista(foto) o fato de encaminhar um projeto no Legislativo, não é motivo de afastamento de parlamentares. “Faço um projeto de lei que acredito ser pertinente à cidade. Eu não posso ser punida por um projeto de lei que eu apresentar em uma casa legisladora, para isso que existe comissão de ética, de justiça”, disse Claudia a EPTV.

Para o Blog do Ronco, Braz fez questão de dizer que seguiu a orientação do jurídico da câmara e que o Regimento Interno prevê esse afastamento.

Para os defensores dos parlamentares afastados, não há nenhum respaldo jurídico para tal afastamento, uma vez que a Lei Orgânica do Município é hierarquicamente superior ao Regimento Interno. Além do que, para os advogados, a forma como os vereadores foram afastados, foge totalmente da legalidade e do rito de um legislativo qualquer, e não somente o de Dourado.

Paralelamente a isso, os mesmos advogados que defendem os quatro vereadores, ingressaram na câmara com pedido de impeachment do presidente Braz Desajacomo(foto), por conta de uma fotografia que foi anexada ao processo, com a justificativa de falta de decoro parlamentar. Um cidadão morador em Dourado assinou a denúncia e nos autos, foram indicados duas testemunhas, também residentes na cidade.

Nota da Redação: Amanhã, quarta(19), uma integrante do grupo da Terceira Idade irá explicar sobre a foto, objeto de pedido de impeachment,  do Presidente da Câmara Braz Desajacomo, assinado por um cidadão de Dourado e protocolado por dois advogados.
Fotos: Ronco - Arquivo

Nota de Falecimento: Adalberto Paloschi

Faleceu na manhã desta terça(18), aos 67 anos, Adalberto Paloschi, deixa esposa Aida Paloschi e  três filhos: Beto, André e Alexandre. O corpo será velado no Velório Municipal e o enterro está previsto para às 17h00, no Cemitério local.

Mulher morre atropelada por trem na Praça Itália Mulher morre atropelada por trem na Praça Itália


Uma mulher morreu no final desta noite de segunda-feira,  na linha férrea na região da Praça Itália, São Carlos-SP.

Segundo informações, o SAMU e a PM foram para o local e encontram a vítima já sem vida.
Um morador da região conversou com nossa equipe de reportam e segundo o mesmo, Carina, de 30 anos, era moradora de rua, havia estado na sua casa onde teria furtado cinquenta reais, documentos e na fuga acabou sendo atropelada pelo trem. A Perícia Técnica e a PM estiveram no local e o corpo foi encaminhado ao IML.
Fonte: Comando VP - São Carlos

segunda-feira, 17 de setembro de 2018

Temporal com granizo deixa rodovia no interior de SP com 'cara' de estrada europeia

Rodovia Antonio Romano Schincariol ficou coberta de gelo — Foto: Reprodução

Rodovia coberta de gelo e campos brancos, como se estivessem com neve. Apesar de parecer alguma cidade fria do exterior, a paisagem inusitada foi registrada em uma estrada no interior de São Paulo, a uma semana do começo da primavera.

O temporal com granizo que caiu em Itapetininga (SP) na tarde de sábado (15) deixou a rodovia Antonio Romano Schincariol (SP-127) coberta de gelo.


Motoristas que passavam pelo trecho aproveitaram para registrar a paisagem incomum. "Caramba, que é isso? É Brasil?", questiona um motorista. Em seguida, a câmera foca em uma área ao lado da rodovia, onde o gramado verde ficou branco por conta do granizo.

Quando se trata de obras para arrecadação, a velocidade é impressionante. Praça de Pedágio em Boa Esperança do Sul em fase final de construção.

Praça de Pedágio em fase final de construção.  Fotos: Lucimara Ronco
Praça de Pedágio da SP-215 - em Boa Esperança do Sul/SP.

O país estaria muito melhor caso as obras de escolas, hospitais e bens públicos que pudessem melhorar a vida do cidadão, fossem na mesma velocidade que as obras que são construídas para a arrecadação de impostos e taxas que são cobrados da população.

Um exemplo bem pertinho de nós, aqui no centro do Estado de São Paulo, é a obra que está em fase final de construção da Praça de Pedágio da SP-255 que liga Jau a cidade de Araraquara no município de Boa Esperança do Sul. A toque de caixa, a referida praça, a cada dia se mostra mais avançada e quase pronta para receber os milhões de recursos anuais pagos pelos que trafegarem pelo  local.

Quanto à duplicação da referida rodovia que foi muito propagada, até o momento não se vê absolutamente nada. Essa rodovia era administrada pelo Governo do Estado através do Departamento de Estrada de Rodagem - DER. Estima-se que a cobrança possa ser efetuada até o final deste ano de 2018.

domingo, 16 de setembro de 2018

Animais são atropelados rotineiramente na SP-215. A falta de passagem subterrâneas é uma das causas de tantas mortes de animais silvestres

Muitos animais vivem nas matas às margens da SP-215
Quati atravessa a rodovia Luiz Augusto de Oliveira(SP-215), neste domingo(16), em Dourado

Não tenho dados suficientes para afirmar que a SP-215 é uma das rodovias que mais matam animais silvestres. O problema de atropelamento desses animas acontece em todas as estradas do país. Um estudo mostra que a recordista é a BR-262, entre as cidades de Campo Grande e Corumbá. Em apenas 1 ano, 1400 animais de 88 espécies diferentes perderam suas vidas no asfalto. Mais de quatro atropelamentos por dia e mais de três por quilômetro.

Voltando à SP-215, somente o Blog do Ronco já registrou animais mortos das espécies: lobo guará, cobras diversas, tamanduá, onça, quati, veado e até mesmo macaco. Cachorro então, nem se fala.

Em alguns trechos, a incidência é maior. Não há área de escape para esses animais ou passagem por baixo da pista. É certo que com a proibição da queima da cana de açucar, a fauna seja melhor preservada, porém a rodovia continua sendo o maior problema para os animais, que são atraídos antes de matá-los.lguns deles vão em busca de insetos mortos no centro da pista e atropelados por automóveis, esses por sua vez, atraem outros animais e acabam formando uma cadeia. Filhotes ficam órfãos andando sem rumo pelas rodovias.

Não há nenhum trabalho que possa minimizar esse terrível problema. As autoridades parecem não se preocuparem com o que ocorre todos os dias nas rodovias do país dizimando um número enorme de animais silvestres. Ribeirão Bonito e Dourado possuem passagens por baixo do asfalto, porém ainda é muito pouco perto do número considerável de animais silvestres. Veja AQUI a solução 

Blog do Ronco Informa:


O Blog do Ronco Não se responsabiliza pelos comentários dos que visitam o blog e que tiverem o seu registro devido para essa finalidade, o que é exigido.

Se reserva o direito de, a qualquer tempo e a seu exclusivo critério, retirar qualquer mensagem que possa ser interpretada contrária às  regras pré estabelecidas ou às normas legais em vigor;

Não se responsabiliza por qualquer dano supostamente decorrente do uso deste serviço perante usuários ou quaisquer terceiros;

Se reserva o direito de modificar as regras acima a qualquer momento, a seu exclusivo critério. 

Lembrando que não serão aceitos os comentários que chegarem de forma anônima. Se há o interesse em se cadastrar, entre em contato com: contato@blogdoronco.com.br e registre-se.

O Blog do Ronco é mantido pela Amarribo Brasil, ONG com sede na cidade de Ribeirão Bonito.

O Blog do Ronco á assessorado juridicamente pelo Dr. Luiz Fernando Fauvel, mesmo advogado que assiste a ONG Amarribo Brasil.

Os apoios de empresas a este blog, são contabilizados e depositados em conta da Amarribo Brasil. 

Sergio Ronco

Baile: Saudade Não Tem Idade - Santa Eliza Eco Resort - Dia 6 de outubro

IMPERDÍVEL!!!!

O tradicional Baile Saudade Não Tem Idade, com a Banda Doce Veneno, nas dependências do charmoso Hotel Santa Eliza Eco Resort de Ribeirão Bonito. Dia 6 de outubro a partir das 21h00.
As músicas mais bonitas que o mundo já ouviu. As orquestras que marcaram uma época áurea dos anos 70/80. Uma das Bandas mais requisitas, a Banda Doce Veneno. Com os meninos da Doce Veneno, o baile não para! É emoção do início ao fim!

Ingressos Limitados
Em Dourado na Casa do Fazendeiro - (16) 3345 1872

Em Ribeirão Bonito com Zoega e Pizzaria Água Benta.

Dia 6 de outubro no Santa Eliza Eco Resort.

sábado, 15 de setembro de 2018

ONG UNIDO realiza sua primeira assembleia em sua sede em Dourado

UNIDO discute projetos que possam ajudar no desenvolvimento de Dourado
Reunião dos integrantes da ONG UNIDO de Dourado

A ONG UNIDO - União para o Desenvolvimento de Dourado realizou sua primeira reunião oficial em assembleia, onde foram escolhidos os três membros do Conselho Fiscal da entidade. Os trabalhos tiveram início às 11h20, deste sábado(15), em sua sede à Rua Demétrio Calfat, centro de Dourado, com a presença dos seguintes integrantes: Flavio Maluf(Presidente do Conselho de Administração) Marcelo D'Elia(Presidente da Diretoria Executiva) Luis Antonio de Faria Braga(vice Presidente do Conselho de Administração) Dorival Munhoz(vice Diretor Executivo) e os membros: Marcos Oliveira, Mario Nelson Bueno, Lorival Verillo, Horacio Berlink Neto e  Carlos Eduardo Braga.

Marcelo D'Elia abriu os trabalhos com a primeira pauta do dia, a escolha dos integrantes do Conselho Fiscal que foram eleitos por unanimidade dos votos dos presentes para o biênio 2018/2019. Os escolhidos foram: Lorival Verillo, Marcos Oliveira e Carlos Eduardo Braga

Os dois assuntos que fizeram parte da pauta da assembleia foram resolvidos rapidamente, a eleição do conselho fiscal e os objetivos de curto e longo prazo da entidade.

Terminada essas duas pautas, os integrantes da UNIDO passaram a discutir assuntos de interesses da comunidade local e os projetos que a entidade poderia apresentar e viabilizar para Dourado. 
                                                                                                            Foto: Ronco
Antes mesmo dessa reunião, integrantes da ONG já haviam se reunido com o  industrial Flavio Maluf(foto), para apoiar e patrocinar a reforma e pintura da Igreja Matriz São João Batista. Houve um consenso, e a Premier Pet, a Granfood e a ONG UNIDO, aportaram recursos para tal obra, que já se encontra em andamento.

Um projeto que está em estudo pela UNIDO, é a realização de algumas palestras com temas diversos que pudessem capacitar os jovens da cidade. Outros projetos também estão no menu de ações da entidade,  com o objetivo de ajudar no desenvolvimento de Dourado. 

A reunião terminou por volta das 13h30.
Fotos: Ronco

sexta-feira, 14 de setembro de 2018

Falta de professores prejudica alunos do ensino médio em Boa Esperança do Sul


Escola Estadual Coronel Marcelino Braga em Boa Esperança do Sul — Foto: Paulo Chiari/EPTV

A falta de professores na Escola Estadual Coronel Marcelino Braga está há mais de um mês afetando a educação de dezenas de alunos, em Boa Esperança do Sul (SP). Nas turmas do segundo ano do ensino médio faltam profissionais para até cinco disciplinas.

Além dos educadores, falta também informações sobre a solução do problema, segundo pais e alunos. A escola também está sem cozinheira desde terça-feira (11).

A direção diz que faltam profissionais por conta de afastamentos e diz que a situação deve ser resolvida até segunda-feira (17).
"É triste porque está faltando vários professores. É uma grade muito importante para a gente se formar. A gente vai chegar no terceiro com muita dificuldade. Toda vez que a gente é liberado mais cedo falam que é por conta do afastamento de alguns professores", afirmou a estudante Kemili Augusto.

Revoltada, a mãe da aluna, a dona de casa Vera Lúcia Cabral, compartilha a preocupação. "A falta de professor vai pesar muito no final do ano, na hora de concluir esse terceiro"

Afastamentos

A diretora Suzana Maria Muradi disse que faltam professores. "Temos professores afastados por licença médica, por aposentadoria. A gente tem feito de tudo para que eles sejam substituídos. Eu acredito que encerrando as licenças médicas de dois professores isso possa voltar ao normal", afirmou.

A Diretoria Regional de Ensino disse que vai enviar um supervisor à escola estadual e que vai haver reposição de aulas para que nenhum aluno seja prejudicado.

Avaliação baixa

Um estudo que avalia as escolas de todas as cidades do Brasil revelou as consequências do que está acontecendo com o ensino público em Boa Esperança do Sul.
A cidade tirou a pior nota de todos os 42 municípios da área de cobertura da EPTV Central. De 0 a 10, a média entre as escolas do município ficou em 5,7, abaixo dos 5,9 que era a meta.

Merenda

Além da falta de professores, os alunos estão desde a terça-feira (11) sem cozinheira para a merenda. "Comida não falta, mas eles falam que não tem cozinheira para colocar no lugar"

"No horário do intervalo eles estão recebendo uma merenda. Frutas, bolacha e pão, por conta da ausência da merendeira da prefeitura. Acredito que segunda-feira esteja regularizado", afirmou a diretora.
A prefeitura disse que nesta sexta já remanejou uma funcionária de outra unidade, que vai ficar na escola até que a merendeira volte a trabalhar.
Fonte: G1

1º Encontro Intermunicipal de Promoção de Saúde da Pessoa Idosa,

Neste dia 14 de setembro a cidade de Dourado, recebeu Funcionários da saúde e também a Terceira Idade dos municípios vizinhos de Ribeirão Bonito e Boa Esperança do Sul.
Integração da terceira idade de idosos dos municípios vizinhos 

                                                                             Natalia Guerreiro Ferreira 

O Departamento de saúde contou com a ajuda da profissional Renata Sordi para organizar o evento, com o objetivo de promover a troca de experiências exitosas entre os municípios, e promover a saúde dos participantes através da Prática da atividade física.

Ao chegar os idosos foram acolhidos pelo gestor de saúde de Dourado o Sr. Antônio Rafael Tavano e sua equipe de saúde que estava realizando a aferição da pressão arterial e encaminhando todos para o Café da manhã. Neste momento inicial, todos os idosos puderam escutar a orquestra de viola de Dourado que apresentou um belo repertório musical. 

Cada município teve a oportunidade de partilhar uma prática de atividade física que costuma realizar para promover saúde: teve a ginástica e alongamento de Dourado realizada pelo professor André Motta Freitas; a dança circular, de Ribeirão Bonito, realizada pela fisioterapeuta Natalia Ferreira; e o Yoga de Boa Esperança do Sul realizada pela profissional Keila Zolio, acompanhada por Luis Filipe Braga e Nádia Soffre.

Para conhecer o trabalho desenvolvido pelos Departamentos de Saúde dos municípios estiveram presentes a senhora Dina Maria Joaquim Pereira, responsável pela Saúde do Idoso, no núcleo de redes da DRSIII, e a aluna de graduação do curso de gerontologia da Ufscar, Daniele Prado de Souza. 

Ações como esta são importantes para conscientizar os idosos sobre os benefícios da prática regular da atividade física e incentivar e fortalecer estas práticas nos municípios.
Cuidando da saúde....