segunda-feira, 4 de julho de 2016

Luiza Brunet pode encorajar mulheres agredidas por seus companheiros

Luiza Brunet quebrou o silêncio na noite desse domingo, 3, e disse ter sido vítima de violência doméstica, provocada pelo ex-namorado, o empresário Lírio Parisotto. Foto: Reprodução

A história vivida pela modelo Luiza Brunet e que chocou a todos que assistiram a matéria no programa Fantástico da Rede Globo, na noite de ontem, domingo(2), traz a baila as centenas de milhares de casos parecidos. A agressão que mulheres sofrem de seus companheiros e que na grande maioria das  vezes, as agredidas se sentem mal em denunciar e até mesmo envergonhas da situação vivida, acabam sendo vítimas constantes dos agressores.

Psicologicamente abaladas e as vezes sem a mínima condição de reagir, acabam literalmente dominadas pela força bruta de seus companheiros. A probabilidade da recorrência por parte dos agressores é grande se a agredida não tomar a iniciativa de denunciá-los.

Luiz Brunet, teve a coragem de denunciar o seu agressor, mesmo tendo ele, Lírio Parisotto, negado a agressão. Por conta da figura pública de Brunet e dos milhares de fãs que acompanharam a brilhante carreira da modelo, quem sabe teremos mais mulheres denunciando seus agressores e fazendo-os pagar pelo fizeram.

Um comentário:

Claudia Neves disse...

Infelizmente sorrir muito com esse tipo de coisa parecia um sofrimento sem fim não tinha forças para acabar com aquilo e até hj depois de sete anos já separada ainda convivo com esse trauma isso não sai mais de minha cabeça